EFAPEL aposta numa estratégia diferente para tentar ganhar

A partir de amanhã, a equipa de ciclismo EFAPEL entra em prova numa nova competição do calendário velocipédico em Portugal, a Volta ao Alto Tâmega. A formação de Ovar quer manter a boa senda de resultados e vai lutar pelo triunfo na classificação geral individual.

Para o conseguir, aposta num bom prólogo, disputado em sistema de contra-relógio por equipas, para manter em aberto a hipótese de vencer no final. No total, são três dias de competição, de amanhã a domingo. Para além do confronto inicial, os ciclistas disputam mais três etapas bastantes selectivas.

O pelotão internacional eleva o nível competitivo e é neste cenário que a EFAPEL quer discutir o primeiro lugar. “Esta é uma competição com um perfil diferente das outras em que corremos até aqui. O contra-relógio terá um papel muito importante na decisão da classificação final. A nossa formação não está acostumada a esta especialidade, mas vamos tentar uma boa sincronização para obter um bom resultado e assim podermos lutar pela vitória na geral individual”, afirmou o director desportivo, Américo Silva.

Depois do prólogo, com 6,2 quilómetros, os ciclistas disputam a primeira etapa. Entre Boticas e Montalegre, o pelotão vai pedalar durante mais de 200 quilómetros, com duas metas volante e três prémios de montanha, duas de segunda e uma de primeira categoria que coincide com a meta. No derradeiro dia da Volta ao Tâmega, há duas etapas para disputar. A primeira entre Valpaços e Ribeira de Pena, com 75,4 km, e a segunda terá partida e chegada em Vila Pouca. No total, são 56,1 km para fechar a corrida.

Nome da prova
1ª Volta ao Alto Tâmega

Data
22 a 24 de Maio de 2015

Director
Américo Silva

Ciclistas
Alejandro Marque (Contra-relogista)
Arkaitz Duran (Trepador)
David de La Fuente (Trepador)
Diego Rubio (Rolador/Contra-relogista)
Domingos Gonçalves (Completo)
Hélder Ferreira (Trepador)
Jóni Brandão (Trepador)
Rafael Silva (Sprinter)

Comments are closed.