EFAPEL parte para a nova época com determinação para vencer

Foi com muita garra e determinação que a Equipa Profissional de Ciclismo EFAPEL deu hoje a conhecer publicamente uma estrutura renovada e reforçada, com tudo a postos para a abertura de uma época de 2020 que se augura promissora.

Mais dois corredores do que na anterior temporada, no total 12 e um staff que também cresceu e já está quase nas duas dezenas, para que nada falhe no apoio à estrutura. Uma das novidades nesta área é a contratação de uma nutricionista, que vai acompanhar individualmente cada um dos atletas durante toda a época.

O calendário desportivo daquela que é considerada a maior equipa de marca da década do pelotão nacional traz também novidades. A começar pelo arranque da temporada de novo na Colômbia, com a segunda participação consecutiva da EFAPEL no Tour Colombia, entre 11 e 16 de fevereiro, coincidindo este último dia com a Prova de Abertura em solo nacional. Além das competições lusas, com destaque para a 82.ª Volta a Portugal, a estrutura de Ovar, que continua com Rúben Pereira aos comandos, vai galgar fronteiras.

Só em Espanha a EFAPEL vai correr cinco provas, estreia-se no Tour de Slovaquie em setembro e outras possibilidades estão em aberto. Com 2020 chega também a celebração do 10.º aniversário da parceria EFAPEL S.A. (principal patrocinador) com o Clube Desportivo Fullracing, que dá estrutura à equipa de ciclismo. Sem dúvida um ano em cheio.

Estando a sede da equipa em Ovar, distrito de Aveiro, mas com uma segunda casa em Serpins, na Lousã (distrito de Coimbra), onde estão as instalações da EFAPEL S.A., foi aqui mesmo, no auditório da empresa portuguesa fabricante de produtos para instalações elétricas, que teve lugar a cerimónia de apresentação oficial da equipa. Sessão que reuniu a estrutura profissional, a Escola de Ciclismo, familiares, amigos, e mais de meia centena de patrocinadores e parceiros. O evento foi aberto ao mundo ao ser transmitido em direto via Live Streaming com a colaboração da PGM – Projetos Globais de Media.

 

TERCEIRA EDIÇÃO DO “PASSEIO SOLIDÁRIO EFAPEL”

O dia começou cedo para os 150 participantes do “Passeio Solidário EFAPEL”, que não temeram a chuva e pedalarem cerca de 20 km pelas estradas da Lousã por uma causa: atribuir o valor total das inscrições e donativos recolhidos (mil euros) à PEDRINHAS – Cooperativa de Solidariedade Social e Cultural – Pedro Brazião Rodrigues, CRL (Lousã), entidade beneficiária do evento.

A apresentação pública da equipa realizou-se após um almoço de convívio e rematou o segundo estágio da estrutura profissional, que estava reunida em Ovar desde 28 de janeiro. Hoje também foram apresentados os mais de 40 atletas da Escola de Formação, aberta a crianças e adolescentes entre os 4 e os 14 anos para as categorias de Benjamins, Iniciados, Infantis e Juvenis. A escola da EFAPEL também contempla o escalão de Cadetes, Juniores, Sub-23 e uma Elite Feminina.

Américo Duarte, administrador da EFAPEL S.A. e anfitrião da sessão, estava emocionado com a chegada de mais uma apresentação: “Gosto muito deste dia em que nos reunimos e vivemos um bom ambiente à volta da modalidade. E o facto de poder contribuir para a evolução desportiva destas crianças já justifica o investimento”.

Por seu turno, Carlos Pereira, presidente do Clube Desportivo Fullracing e Team Manager da equipa, lembrou que já são 25 anos de um projeto que tem tido vários patrocinadores, mas que há quase uma década está com a EFAPEL S.A., “graças também aos seus colaboradores, que com o seu trabalho permitem que a empresa mantenha esta equipa de ciclismo”. Uma equipa que a cada ano que passa “tem mais facilidade em conseguir parceiros, o que me faz sentir orgulhoso por estar à frente de um projeto único em Portugal, pelo menos com estas dimensões”, frisou o ex-ciclista.

Rúben Pereira, que prossegue como diretor desportivo da equipa, está muito otimista e confiante no coletivo que vai ter a seu cargo. Disse que foram “traçados os mesmos objetivos de 2019 para esta época: fazer o melhor possível. Não existem épocas iguais e 2019 foi um ano fantástico, que fica na nossa história. Estamos a trabalhar para que 2020 seja igual e se possível melhor”. Hoje “apresentamos o nosso bloco reforçado com peças importantes e que nos dão a possibilidade de ter uma equipa muito homogénea e ofensiva em todos os terrenos. Cada peça sabe concretamente qual o seu papel”. O dirigente não terminou sem lembrar que vai “continuar com a nossa forma de estar nesta modalidade. Queremos apresentar uma equipa com uma bonita imagem, uma estrutura organizada e acima de tudo honrar o nome da EFAPEL S.A. e de todos os nossos patrocinadores e parceiros. Tudo o resto vai surgir naturalmente”.

 

QUEM SÃO OS 12 CORREDORES DA EFAPEL QUE ESTÃO NA ESTRADA EM 2020?

Em 2020 a EFAPEL apresenta uma formação com 12 corredores: quatro mantêm-se na “família” ao renovar contrato. Seis vão estrear-se com as cores amarelo flúor, há um “regresso a casa” e o 12.º elemento vem da Escola da EFAPEL, sendo o primeiro fruto que passa de Júnior a Sub-23, concretizando o propósito para o qual foi criada: assegurar a continuidade da equipa profissional.

Sérgio e Pedro Paulinho, Rafael Silva e Jóni Brandão são as quatro renovações, continuando Sérgio Paulinho como capitão e Jóni Brandão líder da EFAPEL. Diogo Almeida vai ser o primeiro ciclista da Escola de Ciclismo a correr na equipa profissional, em Sub-23.

Aos cinco juntam-se sete novos reforços: o espanhol Gerard Armillas (Team Compak), o colombiano Nicolás Saenz (Team AV Villas) e os portugueses Tiago Antunes (SEG Racing Academy), Tiago Machado (Sporting-Tavira), Luís Mendonça (Rádio Popular-Boavista), António Carvalho (W52-FC Porto) e César Fonte (W52-FC Porto), que volta à equipa após ter corrido quatro temporadas (2010-2013) com a EFAPEL.

Tiago Machado garantiu na sessão que “a equipa está toda unida e consciente da responsabilidade que tem em mãos, sendo que ganhar a Volta a Portugal é o grande objetivo. É a prova que representa tudo. Subir àquele pódio é uma sensação que não se explica”. Também António Carvalho mostrou muita motivação para fazer coisas boas e dar o seu apoio ao líder Brandão, que por sua vez mantém as ambições, mas “com uma responsabilidade ainda maior”.

 

OS 12 “CAVALEIROS DA ESTRADA” DA EFAPEL À LUPA

NOME IDADE NACIONALIDADE EQUIPA EM 2019 CARACTERÍSTICAS
Sérgio

Paulinho

39 anos Português EFAPEL Trepador/ Contrarrelogista
Pedro

Paulinho

29 anos Português EFAPEL Rolador
Rafael

Silva

29 anos Português EFAPEL Sprinter
Diogo

Almeida

18 anos Português Escola de Ciclismo EFAPEL Rolador
Gerard

Armillas

24 anos Espanhol Team Compak Completo
Tiago

Antunes

22 anos Português SEG Racing Academy Trepador/ Contrarrelogista
Nicolás

Saenz

22 anos Colombiano Team AV Villas Trepador
César

Fonte

33 anos Português W52-FC Porto Completo
Tiago

Machado

34 anos Português Sporting-Tavira Trepador/ Contrarrelogista
Luís

Mendonça

34 anos Português Rádio Popular-Boavista Sprinter
António

Carvalho

30 anos Português W52-FC Porto Trepador/ Contrarrelogista
Jóni

Brandão

30 anos Português EFAPEL Trepador

 

FOTO: João Fonseca Photographer

Comments are closed.