Equipa EFAPEL pronta para embate do World Tour

A Equipa EFAPEL está preparada para o primeiro grande desafio do ano, a Volta ao Algarve. A prova que se realiza no sul de Portugal apresenta o pelotão de maior qualidade na temporada velocipédica nacional com a participação de 13 equipas do principal escalão internacional, o World Tour. Neste primeiro teste, a Equipa EFAPEL apresenta-se um pouco condicionada devido à queda sofrida por alguns ciclistas na Prova de Abertura, mas isso não compromete o empenho e a ambição dos sete corredores que vão pedalar nas estradas do sul do país.

Ao longo de cinco etapas, a Equipa EFAPEL vai ter pela frente um programa competitivo completo. São duas etapas em que o final se antevê discutido ao sprint (Lagos e Tavira), duas para quem está mais à vontade na montanha (Fóia e Malhão) e um contra-relógio com 20,3 quilómetros em Lagoa.

“A Volta ao Algarve é sempre complicada devido à forte presença de equipas estrangeiras que chegam à prova muito mais rodadas e com mais dias de competição do que as formações lusas”, explicou o director desportivo da EFAPEL, Américo Silva.

Para o responsável da equipa que corre de amarelo fluorescente, o desafio é elevado e a formação que lidera chega ao Algarve um pouco condicionada, o que influenciará a estratégia de corrida. “Temos a agravante que sofremos algumas lesões e temos alguns ciclistas que estariam em melhor forma mas caíram na Prova de Abertura. Isso condicionou-nos um pouco”, esclareceu o responsável da equipa.

A 44ª Volta ao Algarve começa na quarta-feira, dia 14, e realiza-se até domingo, dia 18. No total, os ciclistas vão pedalar em cinco etapas, numa distância de 773,5 quilómetros.