Álvaro Trueba pronto para dar tudo pela EFAPEL

Entrou para a alta roda do ciclismo profissional no ano que agora termina. Estreou-se com as cores da EFAPEL, equipa que acreditou no seu valor e apostou para competir. Álvaro Trueba trabalhou para a equipa durante toda a temporada e quer retribuir a confiança de se manter com a estrutura de Ovar com a dedicação de sempre e a evolução positiva de um corredor que está a crescer e tem um ano de competição ao mais alto nível em Portugal.

2016 foi o teu primeiro ano como profissional. Como correu?
No geral, foi um bom ano. Aprendi muito e trabalhei para a equipa. Graças a todo o staff e aos meus companheiros, tudo se tornou mais fácil.

A direcção da EFAPEL confiou no teu valor. O que mais destacas na temporada que terminou?
Estou muito contente com a forma como me trataram e com a confiança que a direcção e a equipa técnica tiveram em mim. Transmitiram-me grande tranquilidade ao longo de todo o ano. Destaco a grande formação que fomos em toda a temporada. O bom ambiente existente ajudou-nos a alcançar bons resultados.

Primeiro ano como profissional e logo a participação na Volta a Portugal. Foi algo importante para ti?
Sim, um grande momento. Ouvi sempre falar da Volta a Portugal. Foi bonito, com um grande trabalho de equipa. Fomos protagonistas durante grande parte da corrida, com um líder como é o Jóni (Brandão) e ainda conseguimos as duas vitórias com o Daniel (Mestre). Tenho muita vontade de voltar e aproveitar a experiência deste ano.

Qual foi o melhor momento de 2016 para ti?
Tenho boas recordações das vitórias alcançadas pelos meus companheiros. Penso que estive a um bom nível em várias corridas. Saliento o Troféu Joaquim Agostinho e a Volta a Portugal.

A confiança mantém-se para 2017. Como vais retribuir?
Estou contente por continuar na EFAPEL. Estou ao serviço da equipa como fiz na primeira temporada. Quero ajudar. Neste momento estou a trabalhar bem e penso em melhorar e progredir. Gostava de estar mais forte e dar um passo em frente no meu crescimento enquanto corredor.

Quais são os teus objectivos?
O meu objectivo principal é melhor e aproveitar as oportunidades que tiver ao longo da temporada. A Volta a Portugal é, sem dúvida, um objectivo para a equipa mas também há corridas importantes durante o ano nas quais gostava de estar bem.