Jóni Brandão vence segunda etapa do Troféu “O JOGO”

Jóni Brandão, da Equipa Profissional de Ciclismo EFAPEL, venceu hoje, em Vieira do Minho, a segunda etapa do Troféu “O JOGO”, ficando classificado na 2.ª posição da Geral, após um duelo de dois dias com o vencedor da Amarela, Luís Mendonça (Rádio Popular-Boavista). Hoje, Henrique Casimiro (5.º), Rafael Silva (6.º), Antonio Angulo (7.º) e Bruno Silva (9.º) fecharam o Top 10 da tirada. Seguiu-se o uruguaio Fabricio Ferrari, que terminou em 11.º lugar.

Coletivamente a estrutura de Ovar, em virtude do excelente desempenho demonstrado nas duas etapas, sobretudo hoje, conforme comprovam os resultados brilhantes, foi a melhor equipa durante a competição, com o melhor tempo, ganhando a Classificação Geral.

A tarde deste domingo foi de espetáculo nas ruas de Vieira do Minho, que ao longo de 100 km tiveram o pelotão a correr 12 voltas de um circuito citadino onde chegaram a ser alcançados os 41,6 km/ hora. Houve muitas subidas, muito calor e muita competição nesta corrida. Foram vários os ataques e as fugas. A EFAPEL colocou quase todos os seus corredores em fuga, envolvendo mais de meia equipa em algumas destas incursões.

Jóni Brandão, com o trabalho do coletivo, procurou a vitória, mas Luís Mendonça não deu tréguas. O duo isolou-se do pelotão para discutir a etapa, numa chegada ao sprint a dois onde o nosso trepador acabaria por se impor, sem, contudo, fazê-lo com margem para vestir de Amarelo neste regresso do Troféu “O JOGO”.

“A minha equipa acabou por trabalhar estes dois dias para eu vencer o Troféu. Mas o adversário foi mais forte. Ainda assim acabámos por conseguir levar a última etapa e fazer o 2.º na Geral, o que já foi um bom resultado”, referiu Jóni Brandão. “Houve, uma vez mais, um grande trabalho da minha equipa”, sublinhou. O trepador disse ainda que é “muito bom esta competição estar de volta, porque tem grande visibilidade e grande nome no ciclismo. Esperamos que tenha regressado para ficar e que cresça. Dois dias em circuito são sempre difíceis. As montanhas podem não ser muito duras, mas sendo repetitivas tornam-se muito desgastantes”, rematou.

Américo Silva, diretor desportivo da EFAPEL, considera que “a vitória de Jóni Brandão veio mostrar a força da equipa que atacou sempre até ao fim, sem nunca desistir, para triunfar no final da etapa. Conseguimos vencer por equipas, o que vem premiar o excelente trabalho desempenhado em termos coletivos”.

 

CLASSIFICAÇÕES:

 

CLASSIFICAÇÃO ETAPA

2.ª ETAPA: Vieira do Minho – Vieira do Minho: 100 km

 

1.º Jóni Brandão (EFAPEL), 02h24m22s

5.º Henrique Casimiro (EFAPEL), a 18s

6.º Rafael Silva (EFAPEL), mt

7.º Antonio Angulo (EFAPEL), mt

9.º Bruno Silva (EFAPEL), a 21s

11.º Fabricio Ferrari (EFAPEL), mt

 

CLASSIFICAÇÃO ETAPA POR EQUIPAS

1.ª EFAPEL, 07h13m42s

 

CLASSIFICAÇÃO POR PONTOS NA ETAPA

1.º Jóni Brandão (EFAPEL), 25 Pontos

5.º Henrique Casimiro (EFAPEL), 10 Pontos

6.º Rafael Silva (EFAPEL), 8 Pontos

7.º Antonio Angulo (EFAPEL), 6 Pontos

9.º Bruno Silva (EFAPEL), 2 Pontos

 

CLASSIFICAÇÃO GERAL – AMARELA

1.º Luís Mendonça (Rádio Popular-Boavista), 05h48m54s

2.º Jóni Brandão (EFAPEL), a 08s

6.º Henrique Casimiro (EFAPEL), a 49s

10.º Bruno Silva (EFAPEL), a 01m11s

23.º Rafael Silva (EFAPEL), a 03m50s

24.º Fabricio Ferrari (EFAPEL), a 03m53s

38.º Antonio Angulo (EFAPEL), a 08m23s

 

CLASSIFICAÇÃO GERAL POR EQUIPAS

1.ª EFAPEL, 17h29m03s

 

FOTO: Paulo Jorge Magalhães / Global Imagens

Comments are closed.