Jóni Brandão continua como líder da EFAPEL na Volta a Portugal em 2020

É indiscutível. Jóni Brandão vai continuar a ser o líder da Equipa Profissional de Ciclismo EFAPEL e a grande aposta para disputar a Volta a Portugal em 2020. O corredor assinou pela estrutura que tem a direção de Rúben Pereira até 2021 e vai contar com o apoio de 10 colegas, todos reforços de peso, que chegam para afirmar uma EFAPEL mais forte e poderosa.

Natural de Santa Maria da Feira (Travanca), 29 anos, Jóni Brandão continua a evoluir de ano para ano, sendo considerado como um dos corredores portugueses mais promissores da sua geração. Hoje é um ganhador, um caça vitórias, e, sem dúvida, o ciclista do povo.

Um puro trepador, revelou talento também no contrarrelógio em algumas provas durante a época que agora terminou. Foi de novo 2.º classificado na Volta a Portugal

“É com enorme satisfação e orgulho que vestirei novamente as cores da EFAPEL. A equipa que me permitiu viver um 2019 repleto de vitórias e momentos únicos da minha carreira. A EFAPEL é uma família e aqui encontrei toda a motivação necessária para fazer cada dia mais e melhor. Sou um privilegiado por vivenciar na EFAPEL o melhor dos dois mundos. Acredito que a próxima época será, igualmente, repleta de sucessos coletivos e pessoais”, avançou Jóni Brandão.

O conjunto da EFAPEL fica assim fechado para 2020, com 11 corredores no total, mais um que na época passada. São quatro renovações – Sérgio e Pedro Paulinho, Rafael Silva e Jóni Brandão – e chega o primeiro corredor da Escola de Ciclismo da EFAPEL, Diogo Almeida, que vai correr na categoria de Sub-23. Aos cinco juntam-se seis estreantes a vestir as cores da EFAPEL: o espanhol Gerard Armillas (Team Compak), o colombiano Nicolás Saenz (Team AV Villas) e os portugueses Tiago Antunes (SEG Racing Academy), Tiago Machado (Sporting-Tavira), Luís Mendonça (Rádio Popular-Boavista) e António Carvalho (W52-FC Porto).

 

FOTO: João Fonseca Photographer

Comments are closed.