EFAPEL em destaque nos Campeonatos Nacionais de Melgaço

A Equipa Profissional de Ciclismo EFAPEL concluiu hoje a sua participação no Campeonato Nacional de Estrada para Elite e Sub-23, em Melgaço, onde se apresentou em bom plano, embora não tivesse conseguido concretizar o objetivo de trazer uma das camisolas com a bandeira nacional para casa. O melhor resultado foi conseguido através de Jóni Brandão, que ficou classificado na 5.ª posição na Prova de Fundo, disputada hoje. Em simultâneo, a competição teve lugar em Múrcia, Espanha, onde Antonio Angulo fez esta manhã, também na Prova de Fundo, o 6.º lugar da Geral, resultado de grande destaque para o espanhol da EFAPEL.

Foi na sexta-feira, dia 28, que começou a competição em Melgaço, com a disputa do título de Campeão Nacional de Contrarrelógio em Elite, atribuído a José Gonçalves (Team Katusha Alpecin) e onde a EFAPEL apostou com apenas um corredor, Bruno Silva, que ficaria com o 14.º lugar. Não sendo a sua especialidade, foi um desafio superado e onde o atleta se apresentou em boa condição, num percurso duro que totalizou 32,3 km.  Já em Espanha e na prova homónima, Marcos Jurado fez o 19.º lugar no contrarrelógio individual, enfrentando alguns dos nomes mais sonantes do escalão World Tour.

“No contrarrelógio tivemos a ausência de Pedro Paulinho, que devido à queda no ABIMOTA não pôde correr em Melgaço. Posto isto sabíamos que não trazíamos nenhum contrarrelogista puro, mas ainda assim quisemos marcar presença na prova do Campeonato Nacional desta especialidade, visto que é uma competição de grande importância a nível nacional”, explicou Rúben Pereira, diretor desportivo da EFAPEL. “O Bruno defendeu-se dentro das suas capacidades. Não sendo um contrarrelogista puro, foi um dia positivo”, referiu o dirigente. Quanto a Marcos Jurado, que correu em Espanha, onde a “concorrência é maior, com um número de participantes bem mais elevado que no nosso país e onde estão atletas do escalão World Tour, ao ser 19.º classificado temos de assumir que é um bom resultado para ele e para a equipa”, rematou Rúben Pereira.

Ontem a manhã foi dedicada à equipa de Cadetes Femininas da Escola da EFAPEL, onde as suas três atletas correram a Prova de Fundo nesta categoria e que teve em Marisa Ferreira o melhor resultado, obtendo um honroso 5.º lugar na Geral. Já Daniela Rodrigues foi 18.ª classificada e Mariana Matos fez 20.º lugar.

Hoje foi dia da Elite disputar a Prova de Fundo do Campeonato Nacional de Estrada, ao longo de 197 km bem duros e exigentes, quase sem terreno plano, percorridos por um pelotão de 54 corredores e onde a EFAPEL, coletivamente, foi assumindo o controlo da corrida.

Jóni Brandão foi dos primeiros a destacar-se quando surgiram as primeiras movimentações, à segunda passagem pela meta, seguindo-se Sérgio Paulinho, que aos 60 km era um dos oito homens da primeira fuga do dia, anulada depois, aos 135 km, em virtude do comando do pelotão pela EFAPEL, que endureceu a marcha para aproximar-se dos fugitivos.

À entrada para a última volta do circuito, a pouco mais de 30 km para a meta, sete homens fugiam na frente da corrida e entre eles estavam Bruno Silva e Rafael Silva. Jóni Brandão era um dos homens que controlava o pelotão, a poucos segundos, onde a equipa tentava preparar o seu ataque para o triunfo. A fuga seria anulada, a 22 km da chegada, sendo já na fase de aproximação à meta que José Mendes (Sporting-Tavira) respondeu nos mil metros finais, com a vitória.

Em jeito de balanço, Rúben Pereira referiu que “este foi um Campeonato Nacional bem disputado. Fizemos os possíveis para levar a corrida o mais controlada possível e sabíamos que não ia ser tarefa fácil, por levarmos apenas cinco corredores. Mas defendemos a nossa camisola e os patrocinadores e na parte final Jóni Brandão rematou com o 5.º lugar. Portanto os portugueses defenderam-se bem e em Espanha Antonio Angulo também, com o 6.º lugar da Geral”.

 

CLASSIFICAÇÕES:

 

CAMPEONATO NACIONAL DE ESTRADA PARA ELITE E SUB-23

CLASSIFICAÇÃO CONTRARRELÓGIO INDIVIDUAL

Melgaço – Melgaço: 32,3 km - CRI

1.º José Gonçalves (Team Katusha Alpecin), 42m46s

14.º Bruno Silva (EFAPEL), a 04m11s

 

CLASSIFICAÇÃO PROVA DE FUNDO

Melgaço – Melgaço: 197 km

1.º José Mendes (Sporting-Tavira), 04h39m33s

5.º Jóni Brandão (EFAPEL), a 10s

13.º Henrique Casimiro (EFAPEL), a 40s

19.º Bruno Silva (EFAPEL), a 01m37s

33.º Sérgio Paulinho (EFAPEL), a 03m55s

34.º Rafael Silva (EFAPEL), a 03m58s

 

CAMPEONATO DE ESPANHA DE ESTRADA PARA ELITE E SUB-23

CLASSIFICAÇÃO CONTRARRELÓGIO INDIVIDUAL

Múrcia: 39,4 km - CRI

1.º Jonathan Castroviejo (Ineos Team), 46m01s

19.º Marcos Jurado (EFAPEL), a 52m51s

 

CLASSIFICAÇÃO PROVA DE FUNDO

Múrcia: 194,9 km

1.º Alejandro Valverde (Movistar Team), 04h33m49s

6.º Antonio Angulo (EFAPEL), a 18s

 

FOTO: João Fonseca Photographer

Comments are closed.